Roteiro 2: Trilhas da Usina

O Museu da Energia ocupa uma propriedade de 156 hectares. Deste total, 21 hectares são ocupados pelo reservatório e 135 hectares por remanescentes de floresta ombrófila em diferentes estágios de regeneração natural, e área de plantação de pínus, o que permite ao visitante caminhar pelas trilhas existentes. De uma forma geral, trata-se de uma área de domínio de Mata Atlântica bastante preservada.

Uma maneira eficiente de promover a educação ambiental é aproximar as pessoas da natureza através da interpretação de trilhas. Ao participar de trilhas interpretativas, os visitantes aprendem a valorizar e reconhecer a importância da mata Atlântica como um ecossistema que precisa ser conservado para garantir a qualidade de vida de todos os seres vivos. As trilhas interpretativas realizadas pelo museu são monitoradas por educadores, que abordam os serviços ambientais prestados pela mata Atlântica. Além disso, são destacados alguns componentes da biodiversidade e as relações existentes para a manutenção do equilíbrio ecológico.

Neste roteiro, os visitantes têm contato com a natureza e aprendem sobre a  importância dos serviços ambientais da Mata Atlântica, sobretudo na proteção dos mananciais e da biodiversidade.

Fundação Energia e Saneamento Alameda Cleveland, 601 - Campos Elíseos - 01218-000 - São Paulo - Tel.: (11) 3224-1499 Desenvolvido por: Memoria Web