Museu da Energia de Itu Roteiros de Visita

Clique nos itens abaixo e confira os roteiros de visita deste museu

Opções de Agendamento

O Museu da Energia de Itu oferece três roteiros de visitação (Roteiro 1: Exposições Temporárias; Roteiro 2: História, Energia e Cotidiano; Roteiro 3: O Museu da Energia) e oito ações educativas. Agende sua visita mediada, combinando roteiros e ações educativas:

A duração de cada roteiro varia de uma a duas horas e as ações educativas têm duração de 30 minutos. É importante que o responsável pelo agendamento tenha ciência do tempo que dispõe para visitar o Museu. 

Tempo máximo de visita: 2 horas

Agende sua visita pelo e-mail itu@museudaenergia.org.br

Roteiro 1: Exposições Temporárias

Com duração de uma hora, o roteiro propõe a visitação às exposições temporárias "Os Ituanos e a Chegada da Luz" e "Fontes e Chafarizes", instaladas no andar térreo do Museu da Energia.

Agende sua visita pelo e-mail itu@museudaenergia.org.br

Os Ituanos e a Chegada da Luz

A exposição apresenta a chegada da iluminação pública na cidade e a evolução do sistema, desde os tempos dos postes a querosene até o fornecimento atual por energia elétrica. Realizada a partir do acervo da Fundação Energia e Saneamento e do Museu Republicano, também busca revelar quais impressões a implantação do sistema causou nos ituanos, baseando-se no registro em crônicas e notícias nos antigos jornais locais do início do século passado.

Montada no piso térreo do Museu, a exposição também leva o público a uma viagem ao passado, apresentando os fatos mais importantes que envolveram a iluminação em Itu, como a figura do "homem vagalume", responsável por acender os lampiões públicos; o ambiente das festas de interior iluminadas por mortiças e candeias; a primeira tentativa de iluminação elétrica, feita pelos irmãos Valentini em 1904; entre outras curiosidades. Os visitantes poderão, ainda, conferir objetos, mapas, jornais, fotografias e até uma área cenográfica que reproduz a antiga agência de atendimento da São Paulo Tramway Light and Power Co, companhia responsável pelo fornecimento de energia elétrica na cidade durante cinco décadas.

Fontes e Chafarizes

A exposição busca refletir sobre a situação da crise hídrica no município de Itu e apresenta textos informativos, imagens, notícias de jornais, poesias e mapas que objetivam relembrar a importância que as bicas públicas tiveram para a história dos centros urbanos e para a cidade de Itu.

A mostra destaca, ainda, a importância que fontes e chafarizes tiveram para as atividades domésticas urbanas desde os tempos do Brasil Colonial, até o momento em que foram substituídas pelos atuais sistemas de abastecimento de água, fato que as transformou em ornamentos meramente estéticos.

A exposição também apresenta fotos de algumas das mais conhecidas fontes do Brasil e do Mundo, e notícias antigas e atuais sobre a crise hídrica em Itu.

Roteiro 2: HISTÓRIA, ENERGIA E COTIDIANO

Com duração de 1h30, o roteiro propõe a visitação à exposição de longa duração "História, Energia e Cotidiano", instalada no andar superior do Museu da Energia.

Agende sua visita pelo e-mail itu@museudaenergia.org.br

História, Energia e Cotidiano

No início do século XX, o sobrado da antiga Rua Direita, atual Museu da Energia, foi uma das primeiras residências ituanas a receber iluminação elétrica. A rotina de seus moradores, determinada pela iluminação natural ou a querosene, mudou a partir da instalação das lâmpadas elétricas, que passaram a indicar os momentos de despertar e de se recolher.

Quando as companhias de energia se instalaram no sobrado, o espaço já tinha uma dupla função: residencial no piso superior e comercial no térreo. Os novos moradores do imóvel dispunham de uma série de eletrodomésticos que ajudaram a reconfigurar a vida cotidiana.

Com a expansão da distribuição de energia elétrica e o avanço tecnológico, as residências consolidaram-se como "máquinas de morar", em geral, conduzidas pelas mulheres, que assumem diversos papéis no transcorrer do século, tornando-se protagonistas de sua história.

Partindo da chegada da energia elétria em Itu e tendo como referencial o edifício sede do Museu da Energia, a exposição apresenta as transformações na vida cotidiana decorrentes do uso da eletricidade; a evolução da iluminação, dos equipamentos e dos utensílios domésticos; e revela, ainda, a memória arquitetônica e a história do sobrado do Museu da Energia de Itu.

Remodelada em 2016 por meio do Edital de Modernização de Museus do ProAC (2015-2016), a exposição foi inaugurada originalmente em 1999.

Roteiro 3: O MUSEU DA ENERGIA DE ITU

Com duração de duas horas, o roteiro propõe a visitação às exposições temporárias "Os Ituanos e a Chegada da Luz", "Fontes e Chafarizes" e à exposição de longa duração "História, Energia e Cotidiano".

Agende sua visita pelo e-mail itu@museudaenergia.org.br

Os Ituanos e a Chegada da Luz

A exposição apresenta a chegada da iluminação pública na cidade e a evolução do sistema, desde os tempos dos postes a querosene até o fornecimento atual por energia elétrica. Realizada a partir do acervo da Fundação Energia e Saneamento e do Museu Republicano, também busca revelar quais impressões a implantação do sistema causou nos ituanos, baseando-se no registro em crônicas e notícias nos antigos jornais locais do início do século passado.

Montada no piso térreo do Museu, a exposição também leva o público a uma viagem ao passado, apresentando os fatos mais importantes que envolveram a iluminação em Itu, como a figura do "homem vagalume", responsável por acender os lampiões públicos; o ambiente das festas de interior iluminadas por mortiças e candeias; a primeira tentativa de iluminação elétrica, feita pelos irmãos Valentini em 1904; entre outras curiosidades. Os visitantes poderão, ainda, conferir objetos, mapas, jornais, fotografias e até uma área cenográfica que reproduz a antiga agência de atendimento da São Paulo Tramway Light and Power Co, companhia responsável pelo fornecimento de energia elétrica na cidade durante cinco décadas.

Fontes e Chafarizes

A exposição busca refletir sobre a situação da crise hídrica no município de Itu e apresenta textos informativos, imagens, notícias de jornais, poesias e mapas que objetivam relembrar a importância que as bicas públicas tiveram para a história dos centros urbanos e para a cidade de Itu.

A mostra destaca, ainda, a importância que fontes e chafarizes tiveram para as atividades domésticas urbanas desde os tempos do Brasil Colonial, até o momento em que foram substituídas pelos atuais sistemas de abastecimento de água, fato que as transformou em ornamentos meramente estéticos.

A exposição também apresenta fotos de algumas das mais conhecidas fontes do Brasil e do Mundo, e notícias antigas e atuais sobre a crise hídrica em Itu.

História, Energia e Cotidiano

No início do século XX, o sobrado da antiga Rua Direita, atual Museu da Energia, foi uma das primeiras residências ituanas a receber iluminação elétrica. A rotina de seus moradores, determinada pela iluminação natural ou a querosene, mudou a partir da instalação das lâmpadas elétricas, que passaram a indicar os momentos de despertar e de se recolher.

Quando as companhias de energia se instalaram no sobrado, o espaço já tinha uma dupla função: residencial no piso superior e comercial no térreo. Os novos moradores do imóvel dispunham de uma série de eletrodomésticos que ajudaram a reconfigurar a vida cotidiana.

Com a expansão da distribuição de energia elétrica e o avanço tecnológico, as residências consolidaram-se como "máquinas de morar", em geral, conduzidas pelas mulheres, que assumem diversos papéis no transcorrer do século, tornando-se protagonistas de sua história.

Partindo da chegada da energia elétria em Itu e tendo como referencial o edifício sede do Museu da Energia, a exposição apresenta as transformações na vida cotidiana decorrentes do uso da eletricidade; a evolução da iluminação, dos equipamentos e dos utensílios domésticos; e revela, ainda, a memória arquitetônica e a história do sobrado do Museu da Energia de Itu.

Remodelada em 2016 por meio do Edital de Modernização de Museus do ProAC (2015-2016), a exposição foi inaugurada originalmente em 1999. 

AÇÕES EDUCATIVAS

Além de realizar visitas guiadas às exposições, o Museu da Energia de Itu oferece ações educativas. Estas atividades também necessitam de agendamento.

Agende sua visita pelo e-mail itu@museudaenergia.org.br

Confira, abaixo, as oito ações educativas ofertadas:

O que é Museu?

Público Alvo: Ensino Infantil e Ensino Fundamental I

Com objetos cotidianos como pulseiras, lápis, gibis e chaveiros, a ação educativa explica o que é museu, convidando o visitante a fazer a curadoria de objetos para uma exposição.

Operação: Sala da Vovó

Público Alvo: Ensino Infantil e Ensino Fundamental I

Observando duas salas expositivas do Museu da Energia ambientadas em épocas distintas e contextualizando a transformação das salas junto às maquetes da exposição "História, Energia e Cotidiano", os visitantes são convidados a refletirem sobre a grande mudança do cômodo da casa "Sala da Vovó" e a recriarem, por meio de colagens, a sua sala dos sonhos.

Objetos que Contam Histórias

Público Alvo: Ensino Infantil; Fundamental I e II; Médio; Superior

Geralmente, os Museus criam barreira físicas e visuais para que o visitante não toque nos objetos do acervo. Esta ação tem o objetivo de colocar o visitante em contato direto com os objetos para, a partir desta relação sensorial, compreender a história de cada uma destas peças.

A minha e a sua Identidade

Público Alvo: Ensino Fundamental I e II; Ensino Médio; Ensino Superior

Partindo do pressuposto de que vivemos em sociedade e que temos interesses distintos, o objetivo desta ação é, por meio de conjuntos de cards, reconhecer a identidade cultural de cada indivíduo e como a multiplicidade de interesses afetam nossas relações sociais.

Os Lugares se Comunicam

Público Alvo: Ensino Fundamental II; Ensino Médio; Ensino Superior

Cada pessoa possui uma memória sobre determinado lugar e cada lugar comunica algo através de suas características. A partir de um jogo de cartas, o visitante é levado a reconhecer estes lugares e à refletir sobre os "pré-conceitos" que concebemos ao olhar um determinado espaço. 

Do Atelier à Photografia

Público Alvo: Ensino Fundamental II; Ensino Médio e Ensino Superior

No início do século XX, o sobrado que abriga o Museu da Energia deu espaço ao "Atelier Photográfico" do alemão Frederico Egner. A partir de suportes de fotografia usados no passado, a ação educativa faz uma reflexão sobre a importância do ato de fotografar.

Construindo a Memória do Sobrado

Público Alvo: Ensino Médio e Ensino Superior

Compreender a história de determinado lugar ou pessoa é um exercício muito interessante, em que o historiador lança mão de diferentes fontes como documentos, fotografias, história oral etc. A ação educativa possibilita ao visitante ser historiador por um dia, interpretando os documentos que foram usados para compreender a história do sobrado que abriga o Museu da Energia. 

Cotidiano do Século XIX*

Público Alvo: Ensino Médio e Ensino Superior

No jardim do Museu da Energia, existe um sítio arqueológico. Mais de 3.000 vestígios foram encontrados durante as escavações. A ação educativa possibilita ao visitante compreender o trabalho do arqueólogo e realizar uma das etapas de uma expedição arqueológica: a catalogação dos vestígios encontrados no jardim.

* A Ação Educativa Cotidiano do Século XIX possui um custo adicional de R$1,00 por visitante, e só é realizada para grupos acima de 20 pessoas. 

 

Fundação Energia e Saneamento Alameda Cleveland, 601 - Campos Elíseos - 01218-000 - São Paulo - Tel.: (11) 3224-1499 Desenvolvido por: Memoria Web