Encontros Improváveis: ciência e arte

Local: Museu da Energia de São Paulo

Data: 25/01/2018 a 24/06/2018

Horários: 10 às 17 horas

Endereço: Alameda Nothmann, 184, Campos Elíseos

Mais Informações: 11 3224 1489

Até 24 de junho, o Museu da Energia de São Paulo recebe a exposição temporária "Encontros improváveis de um lugar em comum". A mostra apresenta obras dos artistas multimídia Cadu, Guto Lacaz, Paulo Nenflídio e Regina Silveira. Espalhadas pelos dois andares do Museu, as obras dialogam, de forma particular, com os temas "água e energia", de forma a revelar uma intersecção entre ciência, tecnologia e artes.

"A proposta é trazer novas linguagens sobre os temas já abordados pelo Museu com um olhar poético e crítico das artes visuais", explica Luciana Nemes, curadora da mostra temporária e coordenadora do Museu da Energia.

No conjunto de desenhos produzidos por Cadu em "Wind Line", o artista usa artifícios tecnológicos para desenhar o percurso e a força do vento da cidade argentina de Mar del Plata.

Na escultura cinética intitulada "Pororoca", Guto Lacaz permite ao visitante "surfar" lentamente em meio a sua obra. O nome se refere à representação do encontro das correntes fluviais com as águas oceânicas, que causam grandes ondas e produzem um estrondo.

Regina Silveira, com a obra "Limiar", interfere no espaço museológico com a projeção da palavra Luz. Esta é desenhada e vai esmaecendo até tornar-se luz em 76 idiomas.

Paulo Nenflídio, em sua escultura sonora "Monjolofone", apresenta um poema musical que se constrói a partir do uso da energia cinética e potencial - produzida a partir do uso do bombeamento, armazenamento e esvaziamento da água. 

Fundação Energia e Saneamento Alameda Cleveland, 601 - Campos Elíseos - 01218-000 - São Paulo - Tel.: (11) 3224-1499 Desenvolvido por: Memoria Web